Seminário pretende mostrar o potencial da moda afro-brasileira

16-09-2012 15:07

Por Drielly Jardim 

Empreendedores e empresários da moda afro-brasileira realizaram na última terça-feira (3), a primeira reunião do Grupo de Trabalho criado para apresentar propostas para a realização do I Seminário Nacional da Moda Afro-brasileira. O encontro aconteceu na Fundação Cultural Palmares, em Brasília. 

 

O seminário, previsto para o mês de setembro, é uma iniciativa inédita no Brasil e pretende reunir fornecedores, criadores e estudiosos da moda afro-brasileira com a intenção de mostrar o potencial criativo do segmento e torná-lo reconhecido pela sua relevância.

 

Para a designer e empresária Goya Lopes, a valorização da moda afro-brasileira é, antes de tudo, uma política de afirmação da identidade brasileira, porém, o reconhecimento ainda tem um longo caminho a percorrer. “É necessário que o mercado, as instituições e o público reconheçam a moda afro-brasileira como influência da nossa cultura. Entretanto, o segmento ainda está muito longe de ser aceito dentro de um processo, porque ele exige uma produção, uma promoção, uma resposta positiva da mídia”, afirmou.

 

Ainda segundo Goya, a parceria com a Fundação Cultural Palmares é de extrema importância não só para o sucesso do seminário, como também para a valorização da cultura afro-brasileira. “Quando o projeto foi idealizado, tivemos certeza que a FCP seria o nosso parceiro ideal. Com o apoio da Fundação, esperamos mostrar que a moda faz parte da cultura do nosso país, e que, por isso mesmo, ela é para todos”, concluiu.

 

O I Seminário Nacional de Moda Afro-brasileira será realizado pela FCP, por meio do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-brasileiro. Para o diretor Martvs das Chagas, é muito importante a criação desse grupo de trabalho uma vez que as dimensões do simbólico, do conhecimento e da economia se encontram com a realização do seminário que o GT propõe. “A Palmares cumpri assim com sua missão institucional de trabalhar a cultura negra em todas as suas nuances e modalidades”, finalizou.